Quinta-feira, 17 de Janeiro de 2019 Pesquisa no site
 
A OBORÉ
  Abertura
  Histórico
  Missão
  Frentes de Trabalho
  Parceiros
  Prêmios
  Fale Conosco
  Galeria de Fotos
Núcleo de Rádio
Núcleo de Cursos
Núcleo de Gestão da Informação
Notícias
Atividades Especiais
  Misa Criolla com Mercedes Sosa é atração de Natal no dia 12

  04/12/2006

Dentro de suas atividades de Natal, o Memorial traz para o público paulistano uma grande e especial montagem da Misa Criolla, de Ariel Ramírez, no dia 12 de dezembro, ás 20h, no auditório Simon Bolívar.

Com concepção e regência do maestro Martinho Lutero, esta versão contará com a interpretação de Mercedes Sosa – que volta especialmente ao Memorial depois de seu antológico espetáculo, em 1989 – da soprano brasileira Celine Imbert e do tenor argentino Zamba Quipildor, além do grupo argentino Jaime Torres Ensemble e coral de 204 vozes, com a participação da Comunidade Coral Martin Luther King e integrantes de outros corais.

As diferentes passagens da Misa são introduzidas pela leitura de trechos de “Memórias del Fuego”, de Eduardo Galeano.

A Misa Criolla é a mais importante obra do compositor argentino Ariel Ramírez (1921). Foi composta em 1963, como uma das primeiras versões da missa católica em idiomas locais. Ramírez usou não apenas a linguagem do seu país, mas igualmente os ritmos musicais da Argentina, inclusive com o uso de instrumentos locais.

É realmente uma missa crioula, isto é, uma amálgama de influências nativas: os argentinos, como outros povos latino-americanos, descendem dessa mistura cultural indígena e européia. E os ritmos e instrumentos argentinos, por sua vez, também se originam de várias
fontes.

A Misa Criolla tornou-se extremamente popular. Foi apresentada em todo o mundo e suas gravações foram muito vendiddas. Quase 25 anos depois do seu surgimento, milhões de CDs foram vendidos quando o famoso tenor José Carreras a gravou (1988). A missa foi gravada também por Mercedes Sosa (2000), o que lhe valeu o Grammy daquele ano, e por Javier Rodríguez (2002).

Vozes e instrumentos usados na Misa Criolla:

• Tenor
• Coro misto
• Cravo ou piano
• Percussão: o bumbo é indispensável, mas outros instrumentos variados são empregados, até unhas de bode
• Violão
• Contrabaixo – mas Ramírez também usa guitarra baixo
• Charango (instrumento de percussão andino)
• Quena (flauta inca)
• Siku (flauta andina)

Os ritmos empregados também mesclam as influências regionais: O Kyrie, em vidala-baguala; o Gloria, em carnavalito-yaraví; o Credo, em chacarera trunca; o Sanctus, em carnaval cochabambino; o Agnus Dei, em estilo pampeano.

Serviço:
Misa Criolla
Terça-feira, 12 de dezembro
Horário: às 20h
Ingressos: R$ 40, 00 (com meia-entrada para estudantes e aposentados)
Auditório Simon Bolívar – portões 12 a 16
Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664, Barra Funda (ao lado do metrô)
Telefone para informações: (11) 3823-4600

Fonte: Memorial da América Latina

 
 
 
   
  » Indique essa página a um amigo
 
 
 
Avenida Paulista, 2300 | Andar Pilotis | Edifício São Luis Gonzaga | 01310-300
São Paulo | SP | Brasil | 55 11 2847.4567 | (11) 99320.0068 |
obore@obore.com

Desenvolvimento

KBR Tec - Soluções Online