Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017 Pesquisa no site
 
A OBORÉ
  Abertura
  Histórico
  Missão
  Frentes de Trabalho
  Parceiros
  Prêmios
  Fale Conosco
  Galeria de Fotos
Núcleo de Rádio
Núcleo de Cursos
Núcleo de Gestão da Informação
Notícias
Atividades Especiais
  Ponte Jornalismo lança campanha de arrecadação no Catarse

  20/03/2017

 
Site independente de jornalismo de segurança pública e direitos humanos pretende usar o valor levantado para manter uma estrutura mínima de redação por seis meses, além de produzir três reportagens especiais
 
Fortaleça a Ponte Jornalismo. Com essa frase como slogan, o site independente de notícias de segurança pública, Justiça e direitos humanos lança, nesta segunda-feira (20/3), uma campanha de arrecadação pela plataforma Catarse. O objetivo é levantar, em 60 dias, R$ 130 mil (cento e trinta mil reais), que serão usados para manter uma estrutura mínima de redação por seis meses, além da produção de três reportagens especiais.
 
A página da campanha no Catarse pode ser acessada a partir de 20 de março em https://www.catarse.me/fortalecapontejornalismo.
 
Fundada em março de 2014 com a preocupação de dar voz e rosto às vítimas de violência policial em todo o Brasil, a Ponte Jornalismo reúne jornalistas que buscam ir além das versões oficiais para denunciar a existência de uma prática sistemática de extermínio da população negra e pobre das periferias das cidades brasileiras. Também tem como foco de cobertura as questões de racismo e violência de gênero.
 
Nestes três anos de existência, a Ponte fez muitas denúncias exclusivas e reportagens especiais. Na primeira reportagem, denunciou a história de um jovem negro preso injustamente. Após a publicação, ele foi libertado. Revelou o caso do capitão do Exército que  espionava manifestantes e os abusos sexuais, castigos físicos e discriminação cometidos sistematicamente na Faculdade de Medicina da USP  (FMUSP). Cobriu por dentro uma violenta desocupação na avenida São João, em São Paulo, e mostrou como o governo estadual de São Paulo esconde de seus cidadãos informações sobre segurança pública.
 
Também revelou que, um ano após militares do Exército alvejarem um jovem em uma favela do Rio de Janeiro, deixando-o paraplégico e sem uma perna, o Ministério Público não havia sequer aberto inquérito para apurar o crime. Ainda no Rio, entre outras histórias, a Ponte cobre com exclusividade cada etapa do Caso Rafael Braga, ex-catador de latas negro preso injustamente em 2013 cuja história tornou-se símbolo da seletividade do sistema penal brasileiro.
 
Até hoje, no entanto, o coletivo de jornalistas responsável por essas e outras reportagens e furos tem trabalhado de maneira voluntária e sem estrutura e equipamentos. É para tentar começar a mudar essa realidade que a campanha de arrecadação foi pensada.
 
Por meio da página da campanha no Catarse, que será divulgada no dia do lançamento, os apoiadores e apoiadoras do jornalismo independente da Ponte poderão contribuir com qualquer valor e receberão recompensas de acordo com a quantia doada.
 
Integrantes de movimentos sociais, familiares de vítimas de violência policial, artistas, jornalistas e defensores de direitos humanos já enviaram seus vídeos de apoio à campanha, que serão veiculados nas redes sociais. Entre eles, estão: coronel Adilson Paes de Souza, tenente Anderson Duarte, Akins Kinte, Daniel Eustaquio, Diogo Silva, Eduardo, Eliane Dias, Elizabeth Martin, Gilvan Ribeiro, Gregório Duvivier, Guilherme Boulos, Helena Katz, Ilana Katz, João Batista Damasceno, Juca Kfouri, Leonardo Sakamoto, Luiza Coppieters, Luiz Eduardo Soares, MC Sombra, Roberta Estrela D´Alva, Rubens Casara, Silvia Ramos e Valério Luiz.
 
Mais informações:
Fausto Salvadori: 11-9.9489-5142 | fausto@ponte.org
Luiza Sansão: 21- 9.8020-4232 | luiza@ponte.org
 
 
 
 
 
 
   
  » Indique essa página a um amigo
 
 
 
Avenida Paulista, 2300 | Andar Pilotis | Edifício São Luis Gonzaga | 01310-300
São Paulo | SP | Brasil | 55 11 2847.4567 |
obore@obore.com

Desenvolvimento

KBR Tec - Soluções Online