Sábado, 20 de Outubro de 2018 Pesquisa no site
 
A OBORÉ
  Abertura
  Histórico
  Missão
  Frentes de Trabalho
  Parceiros
  Prêmios
  Fale Conosco
  Galeria de Fotos
Núcleo de Rádio
Núcleo de Cursos
Núcleo de Gestão da Informação
Notícias
Atividades Especiais
  Encontro de seleção e confraternização para o 17º curso sobre jornalismo em situações de Conflitos Armados aconteceu neste sábado, 21
Ruam Oliveira | OBORÉ
  23/07/2018


Da esquerda para a direita: Sérgio Gomes, diretor da OBORÉ; Aldo Quiroga, jornalista, professor e coordenador deste módulo; Cristina Cavalcanti, secretária-executiva do Projeto Repórter do Futuro; Marina Atoji, gerente executiva da Abraji e Filipe Tomé de Carvalho, chefe adjunto do CICV. Foto: Ruam Oliveira / OBORÉ


O encontro que definirá os vinte participantes da 17ª edição do curso de Informação sobre Jornalismo em Situações de Conflitos Armados e Outras Situações de Violência, módulo do Projeto Repórter do Futuro realizado pela OBORÉ em parceria com o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV), a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) e Instituto de Pesquisa, Formação e Difusão em Políticas Públicas e Sociais (IPFD), aconteceu no último sábado, 21/07, no Espaço Vladimir Herzog do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo.

Entre os presentes, o chefe adjunto do CICV para Argentina, Brasil, Chile, Paraguai e Uruguai, Felipe Tomé de Carvalho, trouxe um panorama histórico da instituição de ajuda humanitária, apresentando as diferentes frentes de atuação, um pouco sobre o conceito do Direito Internacional Humanitário e posicionamento da organização, como, por exemplo, o de não “tomar partido”. Carvalho destacou que o principal objetivo do CICV é colaborar na diminuição do sofrimento humano.

Este é um dos mais antigos módulos do PRF e único em todo o mundo realizado pelo CICV. “O curso de vocês pode fazer diferença na sociedade”, apontou Carvalho. Com duração de dois meses, o módulo segue a metodologia dos demais cursos e, este ano, contará com um encontro de Introdução ao Direito aplicável nos conflitos armados, com o assessor jurídico do CICV Gabriel Valladares, outro sobre normas internacionais aplicáveis à função policial no uso da força, com Paulo Roberto B. Oliveira, responsável técnico do Programa com as Forças Policiais e de Segurança do CICV, além de um encontro sobre cobertura brasileira do tema, com Patrícia Campos Mello e Lalo de Almeida, repórteres da Folha de S. Paulo.


Filipe Tomé de Carvalho, chefe ajunto do CICV para Argentina, Brasil, Chile, Paraguai e Uruguai. Foto: Ruam Oliveira / OBORÉ

“Esse curso é tão longevo por conta dos resultados que ele traz”, afirmou Diogo Alcântara, assessor de comunicação do CICV, também presente na manhã de sábado. Ele destacou que é corriqueiro encontrar repórteres mais bem preparados para a cobertura de temas relacionados a questões humanitárias que já tiveram passagem pelo PRF.

Para Marina Atoji, gerente-executiva da Abraji, esta é uma oportunidade´para o estudante conhecer o jornalismo e saber o que a profissão espera. “É uma das poucas chances de aprender na prática antes de entrar nas redações”, afirmou.

O curso mescla a prática reflexiva da reportagem, com a tarefa de, semanalmente, cada estudante produzir um texto que apresente elementos do que foi discutido e conceitos sobre questões humanitárias, legislação específica - como o tratado de Genebra, por exemplo -  e modelo de operação adotado pelo CICV.

O jornalista e professor Aldo Quiroga, coordenador deste módulo, ressaltou que é tarefa dos estudantes ter grande interesse não apenas pelo lado prático da profissão, mas também pelo conteúdo teórico que recebem na graduação. “Esse é um ambiente de formação”, disse. Quiroga aponta que o viés de educação é o objetivo comum das instituições promotoras do curso, que visa não apenas qualificar repórteres do ponto de vista técnico, como também capacitá-los por uma perspectiva de reflexão.

Sergio Gomes, diretor da OBORÉ e coordenador-geral do Projeto Repórter do Futuro, deu as boas-vindas aos candidatos contando um pouco da história do Espaço Vladimir Herzog e da própria história do projeto.

O resultado da seleção será divulgado via site oficial e redes sociais das entidades promotoras no dia 30 de julho, segunda-feira.

Programação
Conferências de Imprensa/Entrevista Coletivas

Local: Sede Paulista do CICV
Alameda Jaú, 1754 – 5º andar – Cerqueira Cesar - São Paulo – SP
 
4 de agosto | 9h às 12h e das 13h às 16h
Introdução ao direito aplicável nos conflitos armados

Gabriel Valladares, assessor jurídico do CICV
 
11 de agosto | 9h às 13h
Normas internacionais aplicáveis à função policial no uso da força e de armas de fogo

Paulo Roberto B. Oliveira, responsável técnico do Programa com as Forças Policiais e de Segurança do CICV
 
18 de agosto | 9h às 13h
Cobertura da imprensa brasileira de conflitos armados e outras situações de violência

Patrícia Campos Mello e Lalo de Almeida, repórteres do jornal Folha de S. Paulo
 
15 de setembro | 10h30 às 14h
Encontro de avaliação e entrega de certificado

Equipes de comunicação do CICV e Projeto Repórter do Futuro
 
Mais informações:

reporterdofuturo@obore.com
(11)2847-4567 – Cristina Cavalcanti
obore.com 


 
 
 
   
  » Indique essa página a um amigo
 
 
 
Avenida Paulista, 2300 | Andar Pilotis | Edifício São Luis Gonzaga | 01310-300
São Paulo | SP | Brasil | 55 11 2847.4567 | (11) 99320.0068 |
obore@obore.com

Desenvolvimento

KBR Tec - Soluções Online