Segunda-feira, 26 de Junho de 2017 Pesquisa no site
 
A OBORÉ
  Abertura
  Histórico
  Missão
  Frentes de Trabalho
  Parceiros
  Prêmios
  Fale Conosco
  Galeria de Fotos
Núcleo de Rádio
Núcleo de Cursos
Núcleo de Gestão da Informação
Notícias
Atividades Especiais
  Seminário reúne gente da terra na ECA-USP
 

O Departamento de Jornalismo e Editoração da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (CJE-ECA/USP) e a OBORÉ realizaram, na manhã da segunda-feira (11), o Seminário "Comunicação a serviço do Brasil Rural: experiências, dilemas e perspectivas" . O evento, além de fazer parte das festividades de 25 anos da OBORÉ,  também comemorou os 40 anos da Contag (Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura) e os 10 anos do programa de rádio "A Voz da Contag". Contou com o apoio do NEAD – Núcleo de Estudos Agrários e Desenvolvimento Rural do Ministério do Desenvovimento Agrário (MDA) e reuniu cerca de 90 pessoas no Auditório Freitas Nobre.
 
Além de debater experiências e caminhos percorridos pela comunicação popular no Brasil, este foi um raro encontro entre pesquisadores, dirigentes, profissionais e estudantes com o propósito de descobrir rumos e perspectivas da comunicação voltada para e produzida pelos trabalhadores rurais. 


Créditos: Regina Vilela
Seminário teve início com homenagem a Jair Borin.
A partir da esq., José Coelho Sobrinho (ECA-USP), Silvia, viúva de Borin, 
Sergio Gomes (OBORÈ) e Caio Galvão França (NEAD)

 Uma homenagem póstuma ao professor Jair Borin, marcou o início das atividades. O professor Plínio de Arruda Sampaio, coordenador do grupo que está elaborando o 2º Plano Nacional de Reforma Agrária, lembrou o amigo em emocionante mensagem gravada. Depois da fala, que teve ao fundo a música "Canto em qualquer lugar", de Ná Ozetti e Itamar Assumpção, interpretada por Monica Salmaso, foi feito um minuto de silêncio. Silvia, viúva de Borin, ouviu, emocionada, os amigos, como o professor Ismar de Oliveira Soares, do Núcleo de Comunicação e Educação da ECA/USP, o professor Hamilton Octávio de Souza, da PUC/SP, o Chefe do Departamento de Jornalismo, José Coelho Sobrinho, e Américo Kerr, presidente da ADUSP (Associação dos Docentes da USP) lembrarem o exemplo e o profissionalismo do professor, falecido no mês de abril.
 
O evento também foi marcado pela apresentação do convênio a ser brevemente assinado entre a ECA/USP e a OBORÉ, formalizando a parceria há anos estabelecida entre ambas na realização de atividades de extensão acadêmica, na área da comunicação popular.

Essa cooperação prevê, entre outros itens, a reforma do estúdio-laboratório de rádio do CJE, transformando-o em um importante centro de formação para os estudantes de Jornalismo e para os comunicadores das rádios comunitárias e cidadãs do Brasil. Esse importante projeto já conta com o apoio e parceria da Radiobrás, INATEL (Instituto Nacional de Telecomunicações), Radio Popolare de Milão, Network Popolare e Universidade de Siena, na Itália. 

 


Editor da Revista Sem Terra, Hamilton de Souza (esq.) e Antonio Canuto (dir.) da CPT,
participaram da mesa "A vez e a voz dos trabalhadores
do campo".
No centro, Sergio Gomes

 Reunidos em torno da mesa intitulada "A vez e a voz dos trabalhadores do campo", Hamilton Octávio de Souza, editor da Revista Sem Terra, Antonio Canuto, secretário executivo da Comissão Pastoral da Terra – CPT – e João Paulo Roque, editor do programa de rádio "A Voz da CONTAG", da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura, falaram sobre de que forma e com quais meios cada entidade trabalha a comunicação.  

Para falar sobre a importância do rádio na comunicação com o Brasil Rural, foram convidados, na segunda mesa de trabalho "Para comer tem que plantar: o rádio como ferramenta de desenvolvimento local", Caio Galvão França, coordenador do NEAD, o professor José Eli da Veiga (Faculdade de Economia e Administração – FEA/USP), o jornalista Nivaldo Manzano (OBORÉ) e o historiador e radialista José Luiz Del Roio, da coordenação do Fórum Social Mundial e do Fórum Mundial das Alternativas. 

 


Caio Galvão , coordenador do NEAD (dir.) e José Eli da Veiga na mesa que
discutiu
a impotância do rádio como ferramenta de desenvolvimento local

Houve também um relato de experiências. Os jornalistas Claudia Gabardo, assessora da Federação dos Trabalhadores Rurais do Paraná (FETAEP), Emilson Correia, da Federação de Minas Gerais (FETAEMG), Barroso Guimarães, da Federação do Sergipe (FETASE) e Luiz Fernando Boaz, da Federação do Rio Grande do Sul (FETAG/RS) reuniram-se, numa mesa redonda coordenada por João Paulo Roque, para relatar as atividades de comunicação em curso em suas respectivas entidades. 

Durante o seminário, foi apresentado o livro "Tecendo Redes no Brasil Rural: A comunicação como ferramenta de desenvolvimento local", de autoria dos jornalistas Sergio Gomes e Ana Luisa Zaniboni, diretores da OBORÉ, prefaciado pelo professor e pesquisador José Eli da Veiga. Editada recentemente pelo NEAD, a obra registra o nascimento, a construção e o funcionamento, há dez anos, da Rede de Rádios da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura. Atualmente formada por 275 emissoras de rádio, em todo o Brasil, esta rede já recebeu vários prêmios de comunicação e é referência em comunicação popular, especialmente no meio rural.  

 


A partir da esq., Luiz Fernando Boaz (Federação dos Trabalhadores Rurais
do Rio Grande do Sul), Barroso Guimarães (Federação dos Trabalhadores Rurais
do Sergipe),
João Paulo (editor de A Voz da Contag) e Claudia Gabardo (Federação
dos Trabalhadores Rurais do Paraná).
Assessores de comunicação fizeram
relatos sobre a comunicação em suas entidades

 Foi também lançado pela OBORÉ o projeto "No Ar, a Universidade da Terra". O projeto preliminar aponta para três grandes atividades: Produção de programa de rádio, semanal - No Ar, a Universidade da Terra – a ser distribuído a todas as emissoras do País, divulgando o conhecimento acumulado pelas Faculdades de Agronomia, Veterinária, Zootecnia, Saúde, Administração, Economia, Comunicação e Direito; Montagem de um Conselho Universitário, a ser constituído por algumas das principais personalidades que estudam o campo brasileiro, para orientar a pauta dos programas radiofônicos, sugerir materiais de apoio e referências bibliográficas; e estruturação e gerenciamento da Rede de Popularização da Ciência - RPC - onde cada rádio que aderir ao Projeto, através de um Termo de Parceria e Cooperação, constitui-se em Campus Avançado da Universidade da Terra. Essas emissoras serão convidadas a reunir-se nacional e/ou regionalmente para atividades de atualização técnico-administrativa e profissional, tornando-se referência em suas regiões.

Um almoço de confraternização no Clube dos Professores encerrou o evento.

 
 
 » Indique essa página a um amigo
 
 
 
Avenida Paulista, 2300 | Andar Pilotis | Edifício São Luis Gonzaga | 01310-300
São Paulo | SP | Brasil | 55 11 2847.4567 |
obore@obore.com

Desenvolvimento

KBR Tec - Soluções Online